REINO OU IMPÉRIO?

Atualizado: 27 de jul. de 2021

Qual a sua consciência?


Roma conquistou o mundo antigo graças a estratégias de expansão do seu império. Diferente dos impérios anteriores, que destruíam os seus inimigos e varriam os territórios, o império Romano teve uma nova forma para trabalhar a expansão. Ao conquistar um novo território nenhuma cidade era incendiada, nenhuma família era desfeita, nenhuma crença era contestada, ao contrário, a cultura daquele povo era mantida e as crenças estimuladas. Então qual era o segredo? O imperador Romano nomeava entre o povo alguém que seria responsável por coletar impostos, manter a ordem e punir os que desobedecessem. Assim o povo subjugava o próprio povo para ter alguns privilégios da soberania Romana. O resultado disso foi a dominação da metade do mundo, a instauração da sua cultura e o jugo do seu poder.

Certa vez escrevi um artigo na internet em um período de eleição presidencial em nosso país com o tema “Deus me livre de um presidente evangélico”. Eu passei os próximos seis meses explicando à centenas de pessoas que leram o artigo, mas ao ler prestou atenção apenas nessa frase.

Nosso país, diferente do mundo Árabe, não vive um regime teocrático e sim um regime democrático (há quem duvide disso). A teocracia impõe como filosofia social um regime sob as leis do “deus” daquela nação e sua constituição está baseada em um livro sagrado que detém as regras que serão impostas pelo governo. Isso jamais funcionaria com o Evangelho.

A consciência apresentada por Jesus através do Evangelho não soma obrigações, leis, poder ou direitos, tudo o que Ele apresentou está baseado no amor, e o amor é livre de obrigações ou motivos. Impor a filosofia do Evangelho é cometer um crime contra a verdadeira razão que levou Cristo à cruz.

A genuína Igreja de Jesus não representa o poder em uma sociedade, ela representa uma consciência transformadora através do testemunho e não da imposição. Jesus estabeleceu a Igreja como voz profética dentro do seu convívio social e não como poder impositivo dos seus conceitos.

A Igreja como consciência está livre de obrigações, mas agora tendo entendimento da sua responsabilidade se apresenta como o Cristo daquelas pessoas, mesmo sem nenhuma obrigação.

O maior exemplo de vida cristã veio de Jesus, o Cristo de Deus, que mesmo tendo todo o poder decidiu fazer tudo por amor (Filipenses 2:5-8).

A Igreja poderosa não tem cumprido o seu papel de despertar consciência, mas tem experimentado a eficiência trazida pelo poder. Queremos eleger um presidente evangélico para que a Igreja assuma o poder do Estado. Esse evento deu início a decadência da Igreja primitiva, quando o Imperador Romano Constantino decretou o cristianismo como religião oficial do seu império, a partir dali a Igreja deixou de ser a consciência perseguida para se transformar no poder do Estado que persegue.

A Igreja tem se apresentado através das suas carências e não da sua consciência, por isso, todas as vezes em que a ela se mostra diante de um político é para apresentar uma demanda, e não uma direção.

Roma estabeleceu essa estratégia para dominar o mundo antigo e temos nos aproveitado dela para edificar nossos pequenos “impérios”.

Eu não tenho nenhum problema com o crescimento de igreja, pelo contrário, sou Pastor de igreja e busco todos os dias a saúde necessária para que a igreja que pastoreio como um organismo vivo, cresça a cada dia. Mas por favor, preste atenção num pequeno detalhe que faz toda a diferença: “A Igreja representa o Reino de Deus nesse mundo, e não um Império de trevas” como Paulo escreve em Colossenses 1:13 “Pois ele nos resgatou do império das trevas e nos transportou para o Reino do seu Filho amado”.

Na edificação de um Império as pessoas são usadas para manter a estrutura e bancar a expansão, no Reino de Deus a estrutura serve as pessoas para que elas cresçam a cada dia, entende a diferença?

Quer uma igreja sadia? Então faça a estrutura trabalhar para as pessoas e não as pessoas trabalharem para manter a estrutura. Não estamos estabelecendo um Império de poder, estamos proclamando um Reino de consciência.


#reinodedeus #teologia #reinadodedeus #jesuséosenhor

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo